As dores e delícias do home office

As dores e delícias do home office
As dores e delícias do home office

Trabalhar em casa é o sonho de muitos. Ganha-se em flexibilidade, autonomia, liberdade. Claro que os desafios vêm na sequência e é preciso muito foco e disciplina para fazer o home office dar certo.

Meu início de carreira em home office foi lá em 2006, quando saí da agência de comunicação onde trabalhava e montei meu business em casa. Minha inspiração foi meu marido, que três anos antes havia feito a mesma coisa, só que na área de propaganda e design.

De cara, posso dizer que o maior desafio que encontrei foi o de mudar o switch e perceber que o trabalho todo só dependia de mim. Sem chefia, colegas, assistência nenhuma.

Meu marido brinca que eu só levo as coisas a sério quando realmente acredito nelas. E foi bem assim. Botei muita fé no meu home office, no meu negócio próprio e saí prospectando. Deu certo.

Achei que não tinha disciplina, mas tenho sim. Era só pensar nos benefícios de trabalhar em casa para conseguir sair cedinho da cama ou até mesmo me empenhar em algumas horas a mais para finalizar aquele job que pintou de última hora.

Todas as delícias do home office compensaram as inseguranças iniciais e me fizeram inclusive uma profissional melhor. Hoje sou multitarefa e consigo até quebrar um galho como TI e Financeiro da minha própria empresa.

Não consigo mais imaginar minha vida com outra configuração, afinal de contas, trabalhar em casa é um estilo de vida. É questionar o status quo, é uma ótima incubadora para novos negócios, é uma revolução. Claro que por ser ainda um conceito relativamente novo no Brasil temos que nós mesmos, home officers, defender a causa e explicar para parentes, amigos e vizinhos que “estou em casa sim, mas estou trabalhando”.

Eu já me acostumei, pois acabei trabalhando em áreas não muito comuns e cansei de explicar o que era assessoria de imprensa, coolhunting, consultoria à distância, home office, etc. Faz parte do pioneirismo, né? Nem acho tão pioneiro assim, mas enfim…

Só sei que curto muito o que faço, incentivo quem quer empreender a partir de um escritório em casa e aconselho: divirta-se! Deixe sua vida mais leve. Só depende de você.

Por Marina Sell Brik, no portal GoHome

Avalie esta matéria

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here